Oftalmopediatria

Oftalmopediatria

Crianças

Por que se preocupar com os olhos das crianças?

Os recém-nascidos apresentam visão baixa quando nascem. O desenvolvimento da visão inicia-se no nascimento e se completa em torno dos 8 anos de idade. Para que o sistema visual se desenvolva normalmente, o cérebro deve receber um estímulo visual correto e sem obstáculos. Se existe algum problema que interfere com a visão de um ou ambos os olhos, as conexões entre o olho e o cérebro podem se tornar enfraquecidas ou não se desenvolverem devidamente. Olhos tortos (estrabismo ) ou um desequilíbrio nos erros de refração (hipermetropia, astigmatismo, miopia) podem interferir no desenvolvimento do sistema visual.

Quais são os problemas oculares mais comuns nas crianças?

Quatro por cento das crianças têm problemas oculares que provocam uma diminuição da visão em um ou ambos os olhos. São eles: estrabismo (olho torto), ambliopia (olho preguiçoso) e erros de refração.

O que é Estrabismo?

Estrabismo é um termo genérico que se refere a olhos que apontam para diferentes direções. Um olho poderá se desviar para fora, para dentro, para cima ou para baixo. O desvio convergente é chamado de esotropia. Exotropia se refere a olhos divergentes. O estrabismo poderá estar presente todo o tempo ou de forma intermitente. As crianças estrábicas geralmente desconhecem o seu problema. O estrabismo interfere no desenvolvimento coordenado de ambos os olhos.

O que é Ambliopia?

AMBLIOPIA, também chamada de "olho preguiçoso", é a baixa visual de um ou ambos os olhos, sem nenhuma anormalidade estrutural nestes olhos e consequente a um estímulo visual inadequado durante os primeiros anos de vida. Somente crianças podem ficar amblíopes pois esta só ocorre durante o período de maturação do sistema visual. Quanto mais cedo for detectada, mais fácil de se tratar. Uma vez ultrapassado este período de desenvolvimento visual, ficam bastante diminuídas as chances de melhora visual provocada pela ambliopia.

A Ambliopia pode ser causada por problemas oculares que impedem o desenvolvimento normal do sistema visual. As causas mais frequentes são o estrabismo e os erros de refração, mas qualquer doença ocular que impeça a formação de uma imagem nítida sobre a retina poderá causar ambliopia. Com a finalidade de recuperar a visão, não apenas a causa da ambliopia deverá ser tratada, mas também a própria ambliopia. A oclusão do olho bom, sempre com a supervisão de um oftalmologista, forçará o cérebro a desenvolver uma visão normal no sistema visual acometido. Este é o ponto fundamental do tratamento da ambliopia.

Quando levar uma criança para exame oftalmológico?

Rotineiramente, devem ser procurados sinais e sintomas genéricos que podem indicar que a criança possui problemas oculares, tais como apresentar dor de cabeça freqüente; ser dispersiva ou desastrada; cair muito e derrubar objetos; ter dificuldade de acompanhar as brincadeiras dos colegas; fazer caretas, piscar muito, apertar os olhos; inclinar a cabeça para ver e aproximar-se demais da TV ou das páginas de revista e livros. Esses sinais podem indicar que a criança sofre de baixa acuidade visual.

Recomenda-se que todas as crianças tenham seus olhos examinados pelo oftalmologista até os três ou quatro anos de idade, ou, antes disto, se houver suspeita de algum problema ou história familiar de doença ocular. É importante ressaltar que os olhos de uma criança podem ser examinados em qualquer idade.

Veja também